Collage.ar

Gisele Gemmi Chiari

   Em meu percurso de criação artística, a colagem surgiu da necessidade de encontrar uma expressão adequada para narrar o cotidiano de um catador de material reciclável e sua família na periferia de um centro urbano em um livro para crianças. Como a materialidade da palavra parecia não dar conta, resolvi abrir mão do texto escrito e  criar um livro-imagem.  E, pensando na própria peculiaridade da profissão de catador, que recolhe restos e fragmentos, a colagem, a meu ver,  agregaria mais sentidos à narrativa.  As experimentações para a produção do livro-imagem ainda estão em andamento, mas, a partir delas, prossegui desenvolvendo outros projetos e experiências com a collage.

 Nesta série de colagens, intitulada Métra,  experimento a colagem com materiais orgânicos, como fibras de palmeira, casca de ovo, flores e plantas desidratadas e folhas de nori, buscando assim dialogar com a sabedoria ancestral das mulheres em sua relação com a natureza. Utilizo também o que chamo de “materiais do acaso”,  fragmentos de objetos que encontro pelas calçadas e caminhos, os quais parecem querer contar sua história velada pela poeira das ruas e pelo desgaste do tempo. Por fim, no que concerne aos materiais,  agrego fios, tecidos e cera de vela às produções  remetendo  a práticas femininas do tecer e do benzer.

A série propõe  presentificar a força e a vulnerabilidade da mulher em sua luta contra o patriarcalismo por meio de símbolos e releituras de mitos e contos.

Gisele Gemmi Chiari

Translate »